Média de crianças estupradas ou maltratadas no Estado é acima de uma por dia

4 de setembro de 2020 | _
51% das crianças abusadas sexualmente no Brasil têm de 1 a 5 anos

Estatísticas da Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescente do Rio Grande do Norte (DCA) revelam um dado preocupante. Todos os dias, quase duas crianças sofrem abuso sexual ou maus-tratos no estado. A média exata é de 1.8, quando calculados os casos registrados entre os meses de janeiro e maio deste ano. Nos casos de estupro de vulnerável (onde as vítimas são menores de 14 anos), os homens são os maiores infratores. Já nos casos de maus-tratos, as mães são as maiores vilãs.

Meninas de 12 a 17 anos são as mais violentadas sexualmente, segundo os dados da DCA. Elas aparecem na maioria dos casos registrados de estupro, tanto em 2019 como também em 2020.

O Disque Direitos Humanos, ou Disque 100, é um serviço de proteção de crianças e adolescentes com foco em violência sexual, vinculado ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. O Disque 1oo que atendia exclusivamente denúncias de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes, foi ampliado.