Deltan Dallagnol é condenado no CNMP por ingerência política

9 de setembro de 2020 | _

Sob acusação de utilizar-se do cargo para interferir nas eleições internas do Senado em 2019, Deltan Dallagnol foi condenado nesta terça-feira, 08, no Conselho Nacional do Ministério Público. O CNMP proferiu por ampla maioria (9 votos a 1) pena de censura para o procurador ex-chefe da Lava Jato.

Apesar de ter feito de tudo para que o julgamento prescrevesse, Dallagnol foi condenado no processo movido pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL). De acordo com o voto do relator Otavio Rodrigues, “um membro do MPF” interferiu no processo eleitoral do Senado.

Dallagnol deixou a condução da operação Lava Jato do Paraná na última semana, após recorrentes denúncias de irregularidades e crimes de lesa-pátria em favor de sua perseguição a Lula.