Bolsonaro aproveita sintonia com Maia para defender mudança no Renda Brasil

27 de agosto de 2020 | _

 O projeto do Renda Brasil apresentado pelo ministro Paulo Guedes (Economia) não agradou o presidente Jair Bolsonaro, que, no entanto, não desistiu de ter uma agenda com apelo social forte. O recado público dado a Guedes ontem serviu para reforçar que o programa que substituirá o Bolsa Família deverá sair neste ano, por mais difícil que seja achar dinheiro no Orçamento. 

O programa segue em discussão, segundo interlocutores do presidente, e a pressão agora recai sobre o Ministério da Economia para a entrega de um novo modelo de financiamento. O objetivo é distribuir renda a partir de janeiro de 2021 e pavimentar a disputa à reeleição presidencial.

O clima no Congresso é o de que há ambiente para avançar um projeto social aos moldes do Renda Brasil, visto como uma alternativa à crise econômica e retomada do crescimento