Presidente veta uso obrigatório de máscaras

4 de julho de 2020 | _
O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), decidiu vetar 16 itens da lei que determina o uso de máscaras durante a pandemia.

Sob a justificativa de “violação de domicílio”, Bolsonaro vetou, por exemplo, a obrigatoriedade do uso da proteção facial em órgãos e entidades públicos e em estabelecimentos comerciais, industriais, templos religiosos e demais locais fechados em que haja reunião de pessoas. A sanção da lei, com vetos, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta

“Bolsonaro segue boicotando a vida. Comporta-se como um genocida. Ao vetar o uso obrigatório de máscaras em locais públicos em que haja aglomerações, ele estimula as atitudes irresponsáveis que vimos no Rio de Janeiro, com a reabertura dos bares e restaurantes. Difícil acreditar que o sentimento seja de indiferença diante de mais de 62 mil mortes e 1,5 milhão de casos confirmados no país." líder do PCdoB na Câmara, deputada Perpétua Almeida (AC).