O Japonês da Federal foi condenado a pagar R$ 200 mil e perder cargo

18 de julho de 2020 | _


O agente da Polícia Federal Newton Hinedori Ishii, mais conhecido como Japonês da Federal pelo seu trabalho na força-tarefa da Lava Jato, foi condenado de facilitar contrabando pela fronteira Brasil-Paraguai, em Foz do Iguaçu. 


O esquema foi revelado pela Operação Sucuri, deflagrada em 2003. 


Agora, o agente deve pagar de 200 mil e perder seu cargo na PF.


O Japonês da Federal foi condenado a perder sua função na PF e a pagar uma multa civil de 40 vezes a renda média autodeclarada, perfazendo um valor de R$ 200 mil.