Favorito à ministro da Educação Feder cai antes de assumir

4 de julho de 2020 | _

Segundo afirmam aliados de Bolsonaro, Renato Feder, o mais atual nome que havia sido indicado para o ministério da Educação, é mais um que entra para a lista de escanteio. Devido a pressão que recebeu de diversos setores, particularmente evangélicos e militares, Bolsonaro desistiu de sua indicação, antes de sua nomeação. É o que afirma a CNN.

Em relatos de conversa, Bolsonaro brincou com o fato do nome de um indicado perder força quando sai na imprensa, ainda que favorito, porque passa por um raio-X.

No Planalto, a informação é que pesou a divulgação de um dossiê contra Feder, organizado por integrantes da chamada ideológica. “Há uma carência de nomes. Apesar da extensa lista de cotados, nenhum agradou o suficiente até agora. A escolha ficou para semana que vem, de acordo com um ministro do Palácio do Planalto ouvido pela coluna”, diz a CNN.