Auxílio Emergencial: CEF credita auxílio "quadrimestral " do governo

4 de julho de 2020 | _
Desde da ultima quarta (2) o governo a Caixa Econômica Federal (CEF) credita o Auxílio Emergencial nas contas dos beneficiários, aqueles de fora do programa Bolsa Família.

Dê graças a Deus se você não está incluído nesse programa de auxílio, porque você não é banco precisando de ajudo do governo, pois se fosse estaria bem. Receberia bilhões em datas programada, sem previsão de de devolução. Já os beneficiários do auxílio, esses coitados, recebem uma merreca, como esmolas para ajudá-los, mas passam sufoco pra receber.

Tudo não passa de humilhação ao pobre, mesmo porque indivíduos que não precisa, já receberam até 2 parcelas, enquanto que quem realmente precisa, muitos ainda aguardam receber a 1ª parcela. 

Aqueles beneficiários que receberam a 1ª parcela do auxílio após 30 de abril só receberão a 2ª em junho. Mas, aqueles que receberam entre 13 e 29 de maio apenas terá o benefício a partir de 2 de 
setembro. 

Então que ação é essa para ajudar quem tem fome. Quer dizer que quem come em maio só volta a comer 4 meses depois?

Do que podemos chamar isso?

Você come por quadrimestre -- quer dizer que 4 meses você e família come, 4 outros meses você e sua família conta carneirinho, e as contas também.

Vamos chamar de incompetência do governo ou de maldade. Eu ainda busco um adjetivo pra classificar a inépcia do governo.

Quando o dinheiro do povo vai para cobrir rombos em bancos e em grande empresas, os bilhões 
chegam com providência como 1 piscar de olhos.