Trump atropela Brasil e apresenta candidato ao BID

17 de junho de 2020 | _
O Tesouro americano lançou a candidatura de Mauricio Claver-Carone, conhecido como um dos assessores mais próximos de Trump, para a presidência do BID

O governo de Donald Trump atropelou o Brasil e outros países latino-americanos ontem postulando a presidência do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), algo que nunca ocorreu em 61 anos de história da instituição.

O Tesouro americano divulgou nota anunciando a candidatura de Mauricio Claver-Carone, conhecido como um dos assessores mais próximos de Trump. Ele é o diretor para América Latina do Conselho de Segurança Nacional.

A ideia no Brasil era de encabeçar um bloco de países alinhados no pensamento econômico, com o candidato brasileiro Rodrigo Xavier, escolhido pelo ministro Paulo Guedes. Argentina, Bolívia, Paraguai e Costa Rica também apresentaram candidatos. O argentino é Gustavo Osvaldo Beliz, secretário de assuntos estratégicos da Presidência de Alberto Fernándz, adversário ideológico do governo de Jair Bolsonaro.