#lockdown: não se pode esperar mais mortes; vidas que se vão não voltam a economia se restaura

4 de junho de 2020 | _
O número de casos de coronavírus no interior dos Estados brasileiros cresce assustadoramente e preocupa a todos, pois não há estrutura nas cidades para socorrer o número de infectados. Em Macau e Guamaré, cidades do Rio Grande do Norte, por exemplo, depois de um tempo contida a curva tem crescido de forma muito rápida.

Em Macau o número de casos já ultrapassam os 300 e em Guamaré os 260, mas a população continua nas ruas e os gestores insistem em aguardar as medidas de combate através de decretos do governo do Estado, que não tem sido nem 1 pouco eficientes. Quando vamos ver os prefeitos tomarem a iniciativa, terem coragem de chamar para si a responsabilidade e determinar medidas enérgicas, que ajudem a salvar as vidas de seu povo, pois sabem que suas cidades não tem capacidade de enfrentamento eficaz contra a pandemia.

Até quantos mortes devemos contar para que seja tomadas as medidas necessárias? Será que estamos aguardando que a contaminação alcance os 70% como espera Bolsonaro, sendo que a média de mortes já estabelecidas por especialistas dos Estados Unidos são de 0,7% a 1% , o que corresponde em Macau por exemplo, 1 número de 210 mortes e 91 em Guamaré?

Não, não quero acreditar que ficaremos assistindo isso. Não há tempo pra espera, assim como, o satanás não dorme esse vírus também não, todos sabem como é devastador. Aguardar 15 a 20 dias por uma medida é multiplicar por 2 ou por 3 a quantidade casos e de mortos.

É chegada a hora de repensar e mudar as atitudes.

Deus é bom o tempo todo, o tempo todo Deus é bom.

Deus abençoe todos.

#lockdown
#lockdown
#lockdown
#lockdown
#lockdown