Matador de Aluguel: integrantes do 'escritório do crime' são presos

30 de junho de 2020 | _
Reprodução/CNN (30.jun.2020)

Ministério Público do Rio (MPRJ), deflagaram, na manhã desta terça (30), a Operação Tânatos. Os agentes cumprem 20 mandados de busca e apreensão e 4 de prisão relacionados à investigação sobre o "escritório do crime". Os marginais ex-policiais na maioria hoje matadores de aluguel, matavam por até R$ 100 mil quando contratados. A operação de hoje é um desdobramento das investigações que apuram o assassinato da veredora Marielle Franco e do motorista dela Anderson Gomes.

A operação mira chefes do "escritório do crime", uma milícia formada por assassinos de aluguel que atua na Zona Oeste da cidade e que teria envolvimento com o assassinato de Marielle e Anderson, executados em março de 2018.