Regina Duarte minimiza ditadura e interrompe entrevista à CNN

8 de maio de 2020 | _
A secretária da Cultura, Regina Duarte, relativizou nesta 5ª feira (7.mai.2020) a tortura e as mortes ocorridas durante a ditadura militar (1964-1985).

Em entrevista à CNN Brasil, respondeu da seguinte forma uma pergunta sobre o período: “A humanidade não para de morrer. Se você falar ‘vida’ do outro lado tem ‘morte’. Sempre houve tortura, [Joseph] Stalin, quantas mortes? [Adolf] Hitler, quantas mortes? Não quero arrastar 1 cemitério nas minhas costas”

Regina também cantou música da ditadura depois de dizer que acha o governo Bolsonaro “o melhor” entre as opções que havia na eleição de 2018