“Quem não quiser trabalhar que fique em casa...”, diz Bolsonaro que largou um palavrão

13 de maio de 2020 | _
O presidente Jair Bolsonaro defendeu na manhã desta quarta (13) que as pessoas voltem a trabalhar. Ele também disse que a “novidade do dia” será sua reunião com o ministro Nelson Teich (Saúde) ainda no mesmo dia para definir o uso da hidroxicloroquina no tratamento à covid-19 (doença causada pelo novo coronavírus). A medicação não tem eficácia comprovada.

“O povo tem que voltar a trabalhar. E quem não quiser trabalhar que fique em casa, porra. Ponto final. Agora, para ser politicamente correto, muita gente não fala nada ou fica adotando essas medidas de isolamento total”, disse na saída do Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência.

Bolsonaro afirmou que “o homem que está passando fome, ele perde a razão. […] Ele chega em casa e vê o filho chorando de fome” e “não pode fazer nada porque não tem como vender o churrasquinho de gato na praça, vender o biscoito Globo na praia.”

“Ele se desespera, porra. Ele fica doido. Briga em casa, briga com o vizinho… É uma pessoa que vai perdendo a razão. Vamos esperar chegar nesse ponto para reagir?”, questionou.

O presidente também criticou o médico David Uip, que está à frente do combate ao surto do novo coronavírus em São Paulo, Estado comandado pelo governador João Doria (PSDB) –que faz oposição política a Bolsonaro depois de se eleger apoiando o atual presidente.

“Tem alguns, como o senhor David Uip, mesmo com todos os cuidados, ele pegou o vírus. E olha o caráter dele, olha o caráter dele! Não diz o que ele usou para se cuidar, para se curar. Esse é o caráter do cara que está ao lado do Doria”, disse.

Bolsonaro disse aos jornalistas que, “se toparem fazer uma matéria [jargão jornalístico para “reportagem”] decente”, acompanharia os profissionais a cidades como Taguatinga, no entorno de Brasília, para mostrar a realidade das pessoas que estão sem trabalho.

“Ficar em casa para quem pode, legal. Sem problema nenhum. […] O governador de São Paulo falou o quê: que é melhor o isolamento do que a morte, do que o sepultamento. Mas quem ficar em casa parado vai morrer de fome. Até o urso, quando hiberna, tem 1 prazo para hibernar”, afirmou.