Mercado passa a estimar recessão de quase 6% para o PIB brasileiro em 2020

25 de maio de 2020 | _
Os analistas do mercado financeiro já preveem uma contração econômica de 5,89% para 2020. Na semana passada, a expectativa para a recessão alcançou o patamar dos 5% pela primeira vez. A piora das projeções ocorrem em meio ao avanço da pandemia de Covid-19 no país, que se tornou epicentro da doença.

Os dados são do relatório semanal boleti Focus, publicado nesta segunda-feira (25) pelo Banco Central. O documento traz a estimativa dos analistas do mercado financeiro para os principais indicadores econômicos.

Com a revisão, a estimativa do mercado já ultrapassa as previsões do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional, de 5% e 5,3%, respectivamente. Já o Ministério da Economia, espera um tombo de 4,7% no PIB de 2020.

Todas as projeções para este ano mostram que em 2020 a recessão da atividade econômica doméstica deve atingir o pior patamar na história brasileira. Atualmente a maior queda já registrada no PIB foi de 4,35%, em 1990, no governo do ex-presidente Collor.

As incertezas econômicas também devem levar o país a descumprir a meta de inflação este ano, estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). As projeções para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), passaram de 1,59% para 1,57%.

Em 2020, o centro da meta de inflação é de 4%, com tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo, podendo variar de 2,5% a 5,5%.

CNN Brasil