Saúde: advogado de milicianos é nomeado como assessor especial

22 de maio de 2020 | _
O ministério da Saúde declara guerra ao coronavírus, pois desde que assumiu a interinidade da pasta, Pazuello vem “militarizando” a pasta. Em menos de uma semana no cargo, o general nomeou 12 militares para cargos de confiança. Eduardo Pazzuello consegue se superar atendendo ao presidente Jair Bolsonaro, nomeia o advogado criminalista de milicianos como assessor especial Zoser Plata Bondim Hardman de Araújo.

O assessor assumiu o cargo na quarta (20), ficou conhecido por ter defendido milicianos cariocas e o ex-PM Ricardo Teixeira Cru, condenado pelo assassinato da juíza Patrícia Acioli em 2011 no Rio de Janeiro.

2º o site Congresso em Foco, Além de Ricardo Teixeira Cru, Zoser advogou para o ex-vereador carioca Cristiano Girão, que foi cassado e preso por chefiar uma milícia na comunidade Gardênia Azul, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio.

A presença de militares na pasta vem aumentando desde a saída do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta. O primeiro militar foi justamente Pazuello, que acabou nomeado secretário-executivo quando Nelson Teich assumiu o ministério.

Outra mudança adotada pela gestão interina de Pazuello foi “esconder” nas redes sociais o número de mortes causadas pela pandemia do novo coronavírus.

Como a especialidade de Pazuello é logística, e do advogado seja criminalista eles estejam planejando uma força-tarefa junto a militares pra invadir a China transportando o coronavírus.