Bolsonaro volta a passear sem máscara e provocar aglomerações durante pandemia

30 de maio de 2020 | _
Um dia depois de o Brasil se tornar o quinto país com mais mortes por Covid-19 durante uma pandemia mundial -- são mais de 27 mil vítimas fatais entre os brasileiros --, o presidente Jair Bolsonaro voltou a passear neste sábado (30) sem máscara e provocar aglomerações, indo contra as recomendações dadas por autoridades de saúde em todo o planeta.

Os passeios de Bolsonaro aos fins de semana mesmo durante a pandemia têm sido frequentes e não costumam aparecer na agenda oficial da Presidência da República, sob a justificativa de que tais atividades são pessoais. Desta vez, o local escolhido foi Abadiânia (GO), a pouco mais de 100 km de Brasília.

Imagens divulgadas pela assessoria da Presidência mostram que, durante a visita, Bolsonaro posou para fotos com dezenas de apoiadores, incluindo idosos -- que fazem parte do grupo de risco da Covid-19.

Bolsonaro também visitou uma lanchonete e, sem máscara, tirou fotos com uma menina no colo.

O presidente fez o passeio ao lado do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e do líder do governo na Câmara dos Deputados, Vitor Hugo (PSL-GO).

Segundo a universidade americana Johns Hopkins, que monitora a pandemia do novo coronavírus em todo o mundo, o Brasil é o segundo país com mais casos de Covid-19: 465.166.