Macau: Edson filia-se no PSC partido de Flávio. Não caiu em canto de sereia; será opção

11 de abril de 2020 | _
Quando postei aqui uma matéria na qual citava o nome do ex-secretário de finanças Edson Silveira como pré-candidato com o título: Macau: Candidatura de Edson Silveira causa reboliço político muitos dos que se "acham" cientista políticos desdenharam. Isso porque apenas se acham! Não sabiam eles que o nome do ex-secretário poderia sim fazer reboliço nas trincheiras do grupo politico do Caboré. Arteiro, o Caboré, quando o assunto é política, não costuma dá chances pro azar, Flávio não paga pra ver.

E, depois de idas e vindas de vários de seus mensageiros ao encontro de Edson, Flávio resolveu ir pessoalmente e resolver a parada em 2 conversas e tirou seu ex-secretário do PSL e o inscreveu no PSC, partido de sob seu controle. Ora bolas, mas, que interesse teria o Caboré em 1 nome que para a maioria não tem a mínima expressão na política? Porque em terra de cego quem tem 1 olho é Rei. Isso sabe Flávio da expressão popular.

Foram muitas as investidas de Flávio até convencer Silveira, até mesmo de que ele pode e porque não, ser seu candidato (disse Flávio a Edson) e foi ai que o convenceu. O blog conseguiu a informação de que de Veras não ainda há 1 nome e que entre 3 sairá o seu candidato. Edson tem a confiança e lealdade de Veras e se coloca como possível candidato, assim como, também disputa esse apoio o ex-auxiliar, vice-prefeito Rodrigo  Aladim.

Mas, é importante ressaltar...  nem Edson, nem Rodrigo, terá o apoio de Flávio caso sua filha Flávia Veras, recém filiada ao PSC tope a parada de disputar a prefeitura, 1 desejo de Flávio.

Já foi dito aqui que embora busque o apoio de Flávio, Aladim será candidato com ou sem seu apoio, dito por 1 correligionário. Não da cozinha, mas do posto. Coisa que Edson não poderá ser, se não tiver o apoio do Caboré.