Bolsonaro: Rodrigo Maia conspira contra o Brasil

16 de abril de 2020 | _

O presidente da República, Jair Bolsonaro concedeu há pouco em entrevista exclusiva à CNN que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), deve respeitá-lo.

"O Maia tem de me respeitar como chefe do Executivo", disse. A afirmação foi feita após Bolsonaro ser questionado se haveria uma conversa entre os poderes para que haja uma contenção visando a recuperação do valor que está sendo usado para a saúde.

"O que nós projetamos de economia com a reforma da Previdência praticamente foi engolido em poucos meses. Não vou trair a minha consciência e deixar de falar a verdade. Eu lamento a posição do Rodrigo Maia nessas questões. Lamento muito a posição dele, que resolveu assumir o papel do Executivo com ataques bastante contundentes à nossa posição", disse.

"Ele tem que entender que ele é o chefe do Legislativo, e ele tem que me respeitar como chefe do Executivo. Lamentavelmente, não o Congresso ou a Câmara dos Deputados. O senhor Rodrigo Maia é que resolveu não conversar com mais ninguém", disse.

O Brasil não merece a atuação dele dentro da Câmara. Não é o Parlamento brasileiro, é a atuação dele. Rodrigo Maia, péssima a sua atuação. Quando você fala em diálogo, a gente sabe qual é o teu diálogo, então esse tipo de diálogo não vai ter comigo", acrescentou. "Não estou rompendo com o Parlamento, não. Muito pelo contrário, é a verdade que tem que ser dita", disse. O presidente acrescentou que Maia "está botando uma conta no meu colo que vai chegar à casa de R$ 1 trilhão. E o Brasil não tem isso aí".