Bolsonaro acusa governador de São paulo de fazer "politicagem" com mortos por covid-19

30 de abril de 2020 | _
Apenas um dia após responder “e daí?” e fazer piada com os mais de cinco mil mortos por COVID-19 no Brasil, Bolsonaro procurou se isentar da sua responsabilidade por essa catástrofe social de imensas proporções. O presidente voltou a criticar as medidas de distanciamento social impostas por governadores e principalmente (Doria). Chamou o governante de São Paulo de “gravatinha” e o acusou de fazer “politicagem” com o número de mortos por covid-19.

“Os governadores e prefeitos, que tomaram medidas bastantes rígidas, não achataram a curva. A curva está aí.

Partindo do princípio que o número de óbitos é verdadeiro. Porque cada vez mais chegam informações que o próprio Diário Oficial lá de São Paulo está escrito lá que, na dúvida, coloca coronavírus. Para inflar o número e fazer uso político disso”, disse Bolsonaro, sem apresentar provas. “É o governador gravatinha de São Paulo fazendo politicalha em cima de mortos.

Bolsonaro negou, contudo, que esteja em um "embate" com os governadores, a quem vem criticando a atuação desde o início da pandemia. "Esse problema (da pandemia) é para todo mundo resolver, não é para ser politizado". Mas é a política deles que está fazendo da pandemia uma calamidade para o povo.