Presidente do STJ se declara impedido de julgar recurso de Ricardo Coutinho

20 de dezembro de 2019 | _
José Otávio de Noronha se declarou impedido de julgar o pedido de liberdade do ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho, alvo da Operação Calvário, preso ontem ao desembarcar no Brasil.

A decisão foi tomada logo após Crusoé revelar que o presidente do STJ é pai dos advogados responsáveis pela defesa de Coriolano Coutinho, irmão do ex-governador da Paraíba e também preso pela PF.

Coutinho havia contratado Gilson Dipp, ex-ministro do STJ, para evitar sua prisão, determinada no âmbito da Operação Calvário.

Coutinho é apontado como chefe de uma organização criminosa que desviou ao menos R$ 134 milhões da Saúde estadual, em parceria com a Cruz Vermelha e escritórios de advocacia.

O Antagonista