Livre, Lula ataca justiça e Moro

8 de novembro de 2019 | _
Ao sair da prisão, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva agradeceu o apoio dos integrantes do acampamento Lula Livre que, durante os 580 dias, estiveram na frente da carceragem da Polícia Federal em Curitiba e disse que este apoio foi “o alimento para que ele pudesse lutar” contra o que chamou de “lado podre” do Ministério Público, da Justiça e da Polícia Federal. Segundo Lula, estas instituições trabalharam para criminalizar a esquerda, o PT e ele próprio.