Greenpeace vai à Justiça contra Salles após insinuação sobre origem do óleo

25 de outubro de 2019 | _

O Greenpeace informou nesta 5ª feira (24), que vai à Justiça contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, pelas declarações publicadas em seu perfil no Twitter. Nas postagens, Salles insinua que o barco da ONG estaria na mesma área suspeita de derramar o petróleo cru que se espalhou pelo litoral do Nordeste do país.

“Tomaremos todas medidas legais cabíveis contra todas as declarações do ministro Ricardo Salles. As autoridades têm que assumir responsabilidade e responder pelo Estado de Direito pelos seus atos”, comunicou a ONG, em nota.

O Greenpeace ainda destacou que, enquanto o óleo continua atingindo as praias do Nordeste, o ministro os ataca com insinuações sobre o desastre ecológico. Segundo eles, as provocações são uma tentativa de criar uma cortina de fumaça para “esconder a incapacidade de Salles em lidar com a situação“.

“É bom lembrar que isso vem de alguém conhecido por mentir que estudava em Yale e ser condenado na Justiça por fraude ambiental”, ressalta a ONG.