Candidata a conselheira é flagrada comprando votos em macau

7 de outubro de 2019 | _
Famosa por suas eleições fervorosas, não seria porque eram uma simples eleição para conselheiros tutelar que não haveria tumulto em Macau neste domingo. As eleições na cidade de mais de 30 mil habitantes, teve apenas 5 seções de votação distribuídas na Escola Estadual Clara Teteo. O resultado não poderia ser diferente: muitas filas e confusões. Um erro crasso da justiça eleitoral do município.

Ainda se não bastasse, para não fugir a regra das eleições macauense, 2º informações de WhatsApp uma candidata a vaga de conselheira fora flagrada pela promotora de justiça comprando votos. O blog não tem mais informações no momento, mas a candidata não atendeu a ordem da justiça e 2º se comenta nas redes sociais continuou a cometer o crime de sufrágio.

No local de votação também teve candidatos expulsos e tanto a guarda como a polícia foram chamados para conter os ânimos dos mais exaltados.

Se fosse diferente não seria Macau, é ou não é?

Foram eleitos para o mandato de conselheiros por 4 anos:
  1. Darivaldo 463 votos
  2. Sandra 328 votos
  3. Eliene 300 votos
  4. Chirleide 259 votos
  5. Valério 247 votos