Bolsonaro pede para apoiadores saírem do PSL

9 de outubro de 2019 | _
Escândalos envolvendo crimes eleitorais durante a campanha de 2018 acertaram em cheio o partido, e como não poderia ser diferente, até mesmo o presidente Jair Bolsonaro, que em vídeo pede à apoiador que "esqueça" a legenda.

As denúncias de crimes eleitorais feitas pelo Ministério Público Eleitoral ocorreram na última sexta-feira (4/10), quando o Ministro do Turismo do governo Bolsonaro, Marcelo Álvaro Antônio (PSL), foi acusado por falsidade ideológica, apropriação indébita eleitoral e associação criminosa. Segundo a denúncia, o PSL inscreveu candidatas mulheres sem a intenção que as mesmas fossem eleitas, usando-as como "candidaturas laranjas".

Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, recomendou que Bolsonaro permanecesse "forte e unido", para garantir a agenda de ataques do governo. Major Olímpio, deputado do PSL, declarou estar surpreso com a declaração do presidente.

Diante da evidência dos escândalos que rondam o presidente e seu partido, Bolsonaro tenta se afastar dos fatos