Assembleia diz sim a Fátima e a procuradores e nega aumento para servidores públicos

30 de outubro de 2019 | _
O que tem os procuradores para merecer aumento de salário enquanto o mesmo é negado aos servidores públicos do Estado? A "professora e única governadora que veio do povo" Fátima Bezerra (PT), depois que assumiu o executivo mudou de lado, abandonou o proletariado (classe trabalhadora) que sempre foi sua bandeira de luta, e lhe dera tantos mandatos. Agora Fátima é governadora  e  seus interesses já não são os de outrora, Bezerra hoje de posse da caneta abandona quem sempre esteve a seu lado, viva a afortunada, poderosa e dominante, deve ser o grito d guerra da hoje governadora Fátima Bezerra. Os tempos mudam meus companheiros!

E os intocáveis dos parlamentares do RN que derrubaram a emenda do deputado Nelter Queiroz que defendia o aumento aos servidores públicos estaduais. Que vergonha!

A deputada Isolda Dantas (PT) também disse não aos servidores estaduais. Logo a senhora, que se elegeu deputada com discurso de defesa da classe trabalhadora, o que aconteceu para mudar de lado? lembre-se que o mandato de deputada não é vitalício.

A demostração do executivo e legislativo estadual na votação do projeto enviado pelo governo á Casa Legislativa foi de que eles tem patrão. Fica explicito que se algo tem ligação com a área jurídica terá prioridade.

A Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa aprovou projeto do Executivo que concede reajuste salarial de 16,38% e negou aumente aos mortais servidores públicos.