Ex-assessor denuncia suposto superfaturamento da Gestão Tulio Lemos.

29 de agosto de 2019 | _
De aliado a Cherloquinho, ex-assessor do prefeito Tulio Lemos declara ao blog que está investigando e já encontrou “no mínimo quatro casos nítidos de superfaturamento em sua gestão.

O blog teve acesso à uma série de informações que indicam alguns pontos  mal explicados e que provavelmente são objeto de desvio de dinheiro público na gestão Tulio Lemos.

Em conversa com o blog É Francisco Gomes o ex-assessor do prefeito Mateus Rudinick disse:

“Desde que pedi demissão da gestão estou investigando, já documentei algumas coisas e a situação moral desse governo não vai ser nada boa daqui pra frente. Já tenho 4 situações muito difíceis de explicar e que depois de expostas, saberemos se o Prefeito honesto é realmente honesto ou foi só um discurso de campanha.

Um dos casos que posso adiantar (o menos grave) é o do contrato com a empresa INTERJATO. No início da gestão entrou uma empresa, através de dispensa de licitação, que fornecia (de fato) a conexão à internet para mais de 40 repartições diferentes espalhados por todo o município. O custo mensal era de cerca de  7.900,00 (sete mil e novecentos reais) e a relação era dificílima. A gestão de Túlio chegava a acumular até 4 meses de atraso e só pagava depois de ter o sinal cortado. Depois, fizeram uma licitação repentina e extremamente suspeitável em que uma empresa da capital, que não atuava aqui na região, venceu. O preço, obviamente era menor. No primeiro mês, a INTERJATO recebeu quase o mesmo valor da empresa anterior; Dois meses depois, a mesma empresa, por motivos desconhecidos passou a receber 14.500,00 (quatorze mil e quinhentos reais) e segue recebendo esse valor, RIGOROSAMENTE EM DIA, até hoje. Findado o contrato de um ano, fruto da licitação, fizeram um aditivo de mais um ano com a empresa, aumentando assim as suspeitas de que há, por parte da gestão, uma vontade de que essa empresa continue lá cobrando esse valor altíssimo.

Posto isto, é importante mencionar também, que menos da metade dos pontos que eram atendidos pela empresa anterior, estão sendo atendidos hoje. Visitei alguns locais e existem varias escolas e repartições sem conexão à internet. Ou seja, o Prefeito honesto paga o dobro em dia, à uma empresa que não está prestando o serviço de forma integral.

Então, são esse é questionamento entre tantos outros que o Prefeito honesto terá que responder, e eu, na condição de cidadão macauense, pretendo cobrar diariamente.

Porque o valor desse contrato dobrou?

Porque a empresa anterior só recebia depois de cortar o sinal (a Prefeitura deve dinheiro até hoje) e essa recebe mais do que o DOBRO do valor, em dia ?

A INTERJATO estaria retornando algum valor à pessoa ligada à gestão do Prefeito honesto ?

O que justifica esses valores ? Porque o Prefeito paga a uns em dia e outros ele atrasa cinco ou seis meses ?

Fazendo uma conta simples, é possível notar que nesses 24 meses que a INTERJATO está contratada, houve uma diferença entre os dois contratos de 158.000,00 (CENTO E CINQUENTA E OITO MIL REAIS). Pra onde foi esse dinheiro ?

O que daria pra fazer com esse dinheiro ?

Daria pra reformar a praça das mães ?

Consertar a praia de Camapum ?

Para além disto, temos mais 3 casos de empresas em situação muito semelhante.

Então, o Prefeito de Macau vai ter que explicar pra onde estar indo cada centavo do nosso royalties. O material depois de finalizado deve ser encaminhado aos órgãos competentes para que o Prefeito honesto prove, por A + B que não existe nada de irregular na sua gestão, do início ao fim. Caso contrário estará em péssimos lençóis.

Por Mateus Rudinick

Essas foram as primeiras declarações do ex-assessor que afirma que trará mais coisas em breve.