CPI do combustível pode cassar mandato do prefeito Tulio Lemos

6 de agosto de 2019 | _
Câmara instaura CEI e pode cassar mandato do prefeito por gastos indevidos com combustível. Documentos comprovam gastos excessivos com aquisição de combustível adquerido pela prefeitura para veículo que se quer está em atividade, embora o mesmo seja abastecido diariamente em sua capacidade total.

Veja matéria do blog É Isso Ai Macau:

No mês de julho a prefeitura de Macau pagou só para esses dois veículos a quantia de R$ 3.410,41 equivalente a 714,97 litros de gasolina. Se levarmos em consideração que os veículos são carros populares do tipo econômicos eles teriam que rodar mais de 480 km por dia útil para que esse combustível tivesse sido consumido apenas no mês de julho de 2019, mesmo assim não explicaria o fato de um carro que não está funcionado a prefeitura de Macau estar pagando o seu abastecimento. Para onde está indo esse dinheiro? No mês de junho de 2019 a prefeitura de Macau abasteceu nesses dois veículos da secretaria de agricultura 1.571,16 litros de gasolina e pagou o total de R$ 7.494,43 referente ao abastecimento do Chevrolet Prisma de placas NNR 5340 e do Fiat Uno quebrado de placas MZL 4903. O que dá um média de mais de 71 litros de gasolina por dia útil, e os veículos teriam que ter rodado em média 1.071 Km Por dia útil, levando em conta que o Fiat Uno está parado, esses valores foram gastos apenas com um único veículo Chevrolet Prisma de placas NNR 5340.