TCE e MP com 16,38 de reajuste salarial

19 de julho de 2019 | _
O poder fiscalizador das contas publicas é temido sem exceção pelos gestores, conseguem tudo. São tratados com gentilezas e com exageros. O servidor comum é tratado no chicote, os caras de toga são agraciados. No RN os conselheiros (TCE) e , representantes do Ministério Público tiveram reajustes de 16,38%.

De acordo com a resolução nº 007/2019 o conselheiro que ganhava R$ 30,47 mil passa a receber R$ 35,46 mil, enquanto o conselheiro substituto passa de R$ 28,95 mil para R$ 33,69 mil. Já os procuradores, o subsídio passa de R$ 29,65 mil para R$ 35,46 mil o de primeira classe. Na 2ª, que ganhava R$ 28,17 mil, vai receber R$ 33,39 mil. Por fim, o procurador de 3ª e última classe, sai de R$ 26,76 mil para R$ 32 mil.