Indicado do pai 01 de Bolsonaro pode ter nome barrado no STF para embaixada dos EUA

18 de julho de 2019 | _
Como falar em novo ou em diferente num governo onde o presidente quer nomear filho para ser embaixador. Se for pra falar em novo ou em diferente é apenas dizer que:diferente da esquerda a direita tem 'cara de pau" maior. A atitude do presidente é descabida. 1º ele trabalha para livrar a pele do filho das acusações de seus rolos na assembleia carioca. Achando pouco, insiste na indicação de Eduardo Bolsonaro para a embaixada do Brasil em Washington.

A onde está a diferença se não na ousadia e na cara de pau da direita.

Sem uma investida semelhante a que ocorreu na câmara para deputados aprovarem a reforma da previdência, é melhor o presidente Bolsonaro "Jair" se acostumando com a negativa do STF (Supremo Tribunal Federal) ao nome do 03.

O ministro Marco Aurélio Mello já se manifestou publicamente contra a decisão de Bolsonaro. Magistrados como Gilmar Mendes, Celso de Mello, Ricardo Lewandowski e Edson Fachin estariam entre os que tendem a examinar com rigor a decisão do presidente. (Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo)

Para o cargo dessa envergadura o indicado necessariamente tem que ter qualificação técnica e idoneidade moral.