Governadora Fátima Bezerra muda de lado; de proleta aos dominantes

1 de julho de 2019 | _
Governadora Fátima Bezerra (PT), igualha-se aos demais gestores que passaram pela governadoria e nega aos servidores assalariados reajuste. Mas, para não ser diferente não volta atrás quanto o aumento de 16,38% exigidos pelos procurados, auditores fiscais e delegados de polícia. Não há nada de novo, apenas uma bandeira vermelha se instalou no Palácio dos Despachos.

Com quase 10 anos de salários sem reajustes, os servidores do Estado tinha em Fátima, quando (deputada estadual, federal e senadora) uma espécie de representante legal que travava em defessa das classes minoritárias luta pelas melhorias salarias dos servidores, criticando as ações de governos que castigavam "proletários" e privilegiavam as classes "dominantes".

Hoje, governadora do Rio Grande do Norte, Fátima não é diferente dos demais, ela defende agora o que outrora criticava, concede aumento as classes dominantes de dentro do governo, e diz não, a todos que sempre tiveram a seu lado, principalmente os professores. Logo ela, que gosta de se chamar governadora professora.

Precisa dar 1 upgrade no marketing.