Vereador acusa MP de parcialidade a governo Tulio e diz que corrupção de hoje supera todas do passado

27 de junho de 2019 | _
Embora tenho sido pouco participativo nos grupos de WhatsApp, esta semana fui mais assíduo com alguns e pude observar que há 1 forte debate incluindo câmara, prefeitura e o MP/Macau nas discussões, onde observei que pelo menos numa coisa existe consenso entre os debatedores. Neste os debatedores chegam a conclusão de que no município de Macau o MP - MINISTÉRIO PÚBLICO tem lado e este é do lado do prefeito Tulio Lemos.

Isto chega ser preocupante, pois como órgão público fiscalizador tem a obrigação de representar os interesses da sociedade e não de proteger quem pode está usurpando a coisa publica.

O vereador Kekel, 1 dos edis que mais tem criticado o MP, juntamente com este blog, Kekel hoje, divulgou uma nota onde afirma que em Macau o MP tem político queridinho e político ignorado.

O vereador afirma em nota que o MP faz vistas grosas quanto a gestão Tulio Lemos e que se quisesse investigar encontraria desvios superiores a de administração passadas, 2º o vereador em nota, indica 1 rombo de pelo menos R$ 30 milhões nos cofres da prefeitura, o que pode justificar o desmantelo nas contas públicas do município...

O que afirma Kekel é muitíssimo grave e merece atenção.

Uma observação vale aqui lembrar: Em Macau, o vereador que fez alguma denuncia contra o prefeito na câmara, se transformou em alvo do MP. Fato!

Fora do poder legislativo também temos exemplo: o policial militar Leandro Souza também virou alvo do MP, foi perseguido pelo governo Tulio Lemos, tendo inclusive seu afastamento anunciado mesmo antes da sentença por pessoas ligado ao prefeito.

O PM foi afastado injustamente. A juíza não tinha conhecimento dos tramites da documentação que julgou, caracterizando assim, o caso puramente em 1 fato de perseguição política.

Veja nota do vereador na integra:

“Engraçado, o MP aqui de Macau alega que processou gestores passados porque os desvios de dinheiro público se tratava de milhões, não de alguns mil reais. Pois bem, a acusação ao vereador Italo não é de milhões, então vão arquivar. 
E se quisesse investigar mesmo Tulio Lemos, iria ver que se juntar os supostos desvios na folha de pagamento mais contratos com a COGESP e UNIVIDA e outras empresas de serviços de pessoal, mas antigo contrato com a VALE NORTE, mais eventos festivos passados, mais a empresa da água sanitária mais outros fornecedores e pelo menos uns 5 escritórios de assessorias e consultorias contábeis e jurídicas fantasmas, garanto que ultrapassa os milhões desviados nas gestões passadas. Tanto é prova que inclusive Macau deve pelo menos uns 30 milhões a mais do que ja arrecadou de 2017 pra cá. 
Pois Tulio é mais esperto que os passados, os de antes desviavam muito de um só lugar, Tulio desvia (de fato não sei por que, para quem nem com qual razão) pouquinho em pouquinho de vários lugares, que, quando somados, dá um montante mais exorbitante do que qualquer corrupção ja vista em Macau. A realidade é que o MP de Macau não quer concluir com rapidez investigação a Tulio (por improbidades) e mover ação civil pública contra ele PORQUE NÃO QUER! O MP que me perdoe a sinceridade, mas por mais que diga que não, aqui em Macau alguns membros seus faz questão de ter lado político”. 
Att, Kekel,
Vereador.