Socialistas vencem na Espanha em pleito marcado por ascensão ultradireitista

29 de abril de 2019 | _
Confirmando as sondagens e projeções de boca de urna, o Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) alcançou vitória folgada nas eleições gerais deste domingo (28/04).

A legenda do primeiro-ministro Pedro Sánchez obteve cerca de 29% dos votos, conquistando 123 dos 350 assentos no Congresso. Em segunda colocação, o conservador Partido Popular (PP) caiu para 66 postos – menos da metade dos 137 que detinha, e ainda abaixo dos prognósticos mais pessimistas.

Atrás dele, o liberal Ciudadanos (Cs), com 57 deputados, e o extremista de esquerda Unidas Podemos, com 42 deputados. O PSOE montou um palco na rua Ferraz, em Madri, para festejar a vitória.

Agora, Portugal, Irlanda, Luxemburgo e Malta são os únicos países-membros da União Europeia sem presença ultradireitista em seus parlamentos nacionais.