Morre o repórter policial mais famoso do Rádio e TV do RN

2 de março de 2019 | _
“Na marca da exclusividade”, esse bordão ficou gravado na cabeça e nos corações dos potiguares como marca registrada do repórter Josimar Gomes da Silva, mais conhecido como Jota Gomes.

O radialista, ícone do jornalismo policial do Rio Grande do Norte, morreu na manhã desta sexta (1º) após meses de luta pela vida. Jota Gomes, que foi durante anos repórter do programa Aqui e Agora, da TV Ponta Negra, morreu na Unidade de Pronto Atendimento do bairro Potengi, Zona Norte de Natal.

O radialista teve um infarto e lesão na medula em 2018 e passava por sérios problemas desde então. Jota Gomes passou meses no Hospital Universitário Onofre Lopes, na Zona Leste de Natal e há cerca de uma semana foi internado na UPA do Potengi com um quadro grave de infecção. Ele morreu em decorrência de falência múltipla dos órgãos.

Com o cabelo grande, e com gestos peculiares, Jota Gomes marcou gerações na crônica policial do estado.

O corpo do radialista foi velado na tarde desta sexta no Centro de Velório Morada da Paz, na Avenida São José, em Lagoa Seca, Zona Leste de Natal. O sepultamento ocorre neste sábado (2) na cidade natal de Jota Gomes, Mossoró.