Número de mortos em Brumadinho chega a 165

10 de fevereiro de 2019 | _
Um grupo de 352 pessoas segue, neste domingo, na procura de 160 pessoas desaparecidas

Uai/MG - O número de mortes causadas pelo rompimento da barragem Mina Córrego do Feijão, da Vale, em Brumadinho, chegou neste domingo a 165 pessoas. Dados divulgados pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec/MG) apontam que, do total de vítimas fatais, já foram identificados 156 corpos. 

Ainda continuam desaparecidas 160 pessoas, sendo 38 funcionários da Vale e 122 trabalhadores terceirizados ou moradores da região. Permanecem desabrigadas 138 pessoas e duas vítimas ainda estão hospitalizadas.

As buscas pelas vítimas completam neste domingo 17 dias. Um grupo de 352 pessoas – entre bombeiros militares de Minas e de outros estado, militares da Força Nacional e voluntários – seguem em pontos estratégicos na tentativa de localizar os desaparecidos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, 35 equipes permanecem na busca pela área administrativa (que engloba o refeitório, casa e estacionamento), área da ferrovia e de acúmulo de rejeitos. Ao longo deste domingo serão usados 35 máquinas, 11 aeronaves e nove cães farejadores.