Bolsonaro é cobrado por mídia, bancada e militares

15 de fevereiro de 2019 | _
O aguardado anúncio da reforma da Previdência da gestão Bolsonaro virou tema secundário na base governista e na pauta do noticiário. Tudo por causa do protagonismo dos filhos do presidente, principalmente pela a intromissão do vereador Carlos Bolsonaro, botando o pentelho nos assuntos  do do governo.

Setores pró-Bolsonaro ou favoráveis às reformas liberais – como os militares e a grande mídia – deram uma espécie de ultimato ao presidente e cobraram, publicamente, o fim da “filhocracia”.

E hoje, o pai Bolsonaro sofre a primeira baixa, que pelo menos por enquanto afasta Carlos dos rumos e decisões do governo.

O Estado de S.Paulo, quem estampou a notícia dando tom de alerta.

“O presidente da República é formalmente Jair Bolsonaro, mas parece que não é ele quem exerce o poder de fato, e sim seus filhos”, alfinetou o Estadão.

Se a família tivesse lido Kant, saberia que o homem não é nada além daquilo que a educação faz dele”.

Com a palavra Olavo de Carvalho.