Kim Kataguiri perde ação contra jornalista Miro

15 de janeiro de 2019 | _
O jornalista Altamiro Borges foi alvo de um processo movido pelo líder do MBL por tê-lo chamado, em um de seus artigos, de "fascista" e "mirim"; juíza entendeu, no entanto, que ação de Kim Kataguiri denota tentativa de censura e atenta contra a liberdade de imprensa

O jornalista Altamiro Borges derrotou na Justiça o deputado federal eleito Kim Kataguiri (DEM-SP). A decisão foi divulgada nesta segunda (14) pela Carta Capital.

O coordenador nacional do MBL (Movimento Brasil Livre) acionou judicialmente o jornalista por causa de um artigo de Borges no qual Kim é chamado de “fascista”, “mirim” e “pirralho fascista”.

Altamiro Borges, conhecido como Miro, é presidente do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé e publica seus textos e análises no Blog do Miro. O texto contestado por Kim foi reproduzido também no portal Brasil 247 e no site da Central Única dos Trabalhadores (CUT), motivo pelo qual o coordenador do MBL inclui o portal e a CUT na ação.