Ex-secretário de Alckmin, Ricardo Salles comandará Meio Ambiente

9 de dezembro de 2018 | _
O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), indicou o ex-secretário de Meio Ambiente de São Paulo Ricardo de Aquino Salles, 43 anos, para comandar o Ministério do Meio Ambiente a partir do ano que vem.

Como de costume o presidente tem feito os anúncios de indicações feito pelo Twitter e hoje não foi diferente.
O ruralista Ricardo Salles“é o homem certo no lugar certo” já que o presidente eleito demonstrou que não valoriza as questões ambientais e seu indicado pensa e age do mesmo modo. Fundador do Endireita Brasil, o futuro ministro defendeu, em sua frustrada campanha para deputado federal, a eliminação esquerda.

O então secretário de Meio Ambiente de São Paulo é também presidente do movimento Endireita Brasil.

Último ministro indicado para a equipe de Bolsonaro, Ricado Salles como secretário, no governo Alckmin alterou de maneira ilegal o plano de manejo na área de proteção ambiental Várzea do Tietê para beneficiar empresários – o que levou a Justiça paulista torná-lo réu em um processo por improbidade administrativa.