Depósitos de ex-assessor de Flávio Bolsonaro coincidem com pagamentos na Alerj

12 de dezembro de 2018 | _

Análise do relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) revela que a maior parte dos depósitos em espécie na conta de Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, coincidem com as datas de pagamento na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro).

O documento aponta ainda que 9 ex-assessores do deputado estadual e senador eleito repassaram dinheiro para o motorista.

Analisando as datas dos depósitos feitos em dinheiro nas contas do ex-assessor com os dias de pagamento dos salários da Alerj entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, é possível verificar que em praticamente todos os meses foi depositado dinheiro na conta de Fabrício no mesmo dia –ou poucos após– do pagamento de salário na Alerj. O cruzamento dos dados foi feito pelo Jornal Nacional, da TV Globo.

Segundo o jornal, em março, abril, maio, junho, agosto e novembro houve depósitos no mesmo dia do pagamento.

Em dezembro, teve depósitos 1 dia depois do salário e no mesmo dia em que foi pago o décimo-terceiro para os funcionários da Alerj.

Sobre os saques de Fabrício, o JN mostrou que nos meses de março, abril, maio, junho e novembro ele começou a tirar dinheiro da conta no mesmo dia em que foram feitos os depósitos ou nos seguintes. Na maioria das vezes, o saque foi de R$ 5 mil, o valor do limite diário por agência bancária.

O cruzamento mostra ainda que, em pelo menos 2 dias, Fabrício foi a 3 agências para sacar dinheiro, somando R$ 15 mil no total.