Instituto que indica empate entre Fátima e Carlos é obrigado a retirar pesquisa pela justiça em 4 Estados e paga multa devido a falsos resultados

19 de outubro de 2018 | _
De encontro a todas as pesquisas, o Instituto Real Time Big Data, divulgada na TV Tropical, tem indícios de ludibriar o eleitor, na tentativa de induzi-lo a acreditar num cenário irreal. O instituto que contratou a si mesmo, para pesquisar cenário no 2º turno das eleições no Rio Grande do Norte, publicada nesta sexta (19), mostra empate técnico entre as candidaturas de Fátima (PT) e Carlos (PDT).

Este resultado é por demais diferente de todas sondagens realizadas até agora. 2º a sondagem da pesquisa Real Time Big Data, divulgada na TV Tropical – do grupo de telecomunicações ligada ao senador José Agripino (DEM), derrotado nas eleições e que apoia Carlos Eduardo Alves –, Fátima Bezerra aparece com 51% das intenções de votos e o o ex-prefeito 49%. Levando em consideração a margem de erro, estimada em 3%, as duas candidaturas estão em empate técnico.

As informações do TRE, são de que o levantamento ouviu 1.500 pessoas entre os dias 17 e 18 de outubro.

A pesquisa foi registrada sob o número RN-00854/2018. O nível de confiança é de 95%.

Já o Ibope indica que Fátima tem 54% da preferência do eleitorado, considerando-se os votos válidos, contra 46% Carlos Eduardo.

O Instituto Seta, divulgada no mesmo dia, indica Fátima com 56%, contra os 44% de Carlos.

A Real Time Big Data em sondagens em outros 4 Estados da Federação, teve suas pesquisas questionadas judicialmente – Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Piauí e Paraíba. Os resultados apresentados, de acordo com as ações judiciais, apresentavam dados duvidosos.

No Mato Grosso o resultado era diferente de outros institutos, assim como, mostra-se no RN. Lá o candidato que se sentiu prejudicado solicitou a justiça e conseguiu a retirada da pesquisa, e o instituto ainda foi multado em R$ 10 mil. Em 7 de outubro, na eleição de primeiro turno, Mauro Mendes foi eleito 58,69% dos votos válidos.

Em Mato Grosso do Sul, a pesquisa Real Time Big Data , que as eleições se encerravam em 1º turno, mas foi para o 2º, mais uma tentativa de enganar o eleitorado. Lá a Justiça Eleitoral também retirou dos meios de comunicação a pesquisa.

Mas, o instituto não parou por ai, foi além. No Estado vizinho, na Paraíba, a Real Time Big Data, também atuou com seus dados fajutos, mais uma vez tentando enganar o eleitorado.

Na Paraíba a Justiça Eleitoral também determinou que a empresa pagasse multa de R$ 10 mil, por divulgar pesquisa de opinião pública sem fornecer informações que comprovem sua transparência e veracidade.

Para o instituto o levantamento apontava para 1 possível 2º turno, e o líder da pesquisa João Azevedo (PSB), tinha 28% seguido por José Maranhão (MDB) tinha 22% e Lucélio Cartaxo (PV), 21%.

No final o dia 7 de outubro o resultado da apuração dos votos, João Azevedo venceu as eleições no  primeiro turno – com 58,18%.

Eis o empate técnico entre Fátima e Carlos.

E você em que acredita?