Bolsonarismo cresce e tira espaço do PT em Minas Gerais

10 de outubro de 2018 | _
No domingo (7) o PT perdeu parte importante de seu espaço político em Minas Gerais. Em meio a uma onda de votos anti-establishment e a ascensão da "nova direita", o bolsonarismo conquistou lugar no Estado e desbancou também os tucanos. Minas Gerais não foi uma anomalia, mas sim um reflexo do que se viu no Brasil.

Dilma Roussef (PT) perdeu no Senado, ficando atrás de três candidaturas conservadoras. Já no governo, um empresário outsider do partido NOVO vai ao segundo turno em primeiro lugar, tirando da disputa à reeleição Antônio Pimentel (PT). Aécio Neves (PSDB), cujo partido não deu legenda para concorrer ao Senado, foi eleito na Câmara, ainda assim foi o 19º mais votado entre os 53 eleitos no estado.