STF confirma furto do voto de 3,4 milhões de brasileiros sem biometria

26 de setembro de 2018 | _
Nesta quarta (26), os ministros do Superior Tribunal Federal (STF) negaram o pedido, registrado pelo PSB, de que as pessoas que não realizaram o cadastro biométrico possam votar nestas eleições. Um roubo do voto de milhões que podem ser decisivos para o resultado das urnas.

Essa é uma nova violação do direito ao voto de milhões de pessoas, cerca de 3,4 milhões que tiveram seus títulos cancelados não terão direito de participar dessas eleições, sendo que mais metade desses (54%) estão nas regiões Norte e Nordeste do país. O número equivale quase exatamente à diferença de votos entre Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), no segundo turno das eleições de 2014, cerca de 3,5 milhões de votos.