Intervenção Federal no RJ pode ser suspensa para votar Reforma da Previdência

28 de setembro de 2018 | _
A Intervenção Federal que teve início no dia 16 de fevereiro no Rio de Janeiro, pode ser interrompida pelo governo de Michel Temer para aprovação da Reforma da Previdência.

Segundo a lei, a tramitação de emendas constitucionais fica impossibilitada de acontecer durante o período da intervenção federal. Isto aconteceu com a PEC 287/2016, que alteraria as regras para obtenção da aposentadoria para a grande maioria da população brasileira.

Em entrevista EBC (Empresa Brasil de Comunicação), no dia 25, Temer afirmou: “Como depende de votação em primeiro e segundo turnos, de repente pode suspender a intervenção”. No dia anterior, havia se reunido com cem cerca de cem empresários norte-americanos e reafirmou que “a mensagem que passou ao mercado” é que haverá Reforma na Previdência independentemente de quem ganhar as eleições.

De acordo com Temer, a manobra dependerá de conversas que acontecerão entre os dias das eleições, 7 e 28 de outubro.