‘Capitão Mito’ enquadra o General Mourão com "sossega leão": cale a boca!

19 de setembro de 2018 | _
Como Jair Bolsonaro já caminha pelos corredores do Hospital Albert Einstein e chega a marcar cavalgadas com seu médico, é de supor que pode conversar e dar ordens ao seu grupo de filhos e “maçanetas”.

Assim, a reunião noticiada agora há pouco pela Folha,  em um flat nos Jardins, em São Paulo. destinada a ” tutelar o polêmico vice do presidenciável, o general da reserva Hamilton Mourão (PRTB)”se deu com pleno conhecimento do “chefe”.

Seu colega de patente, Augusto Heleno, encarregou-se de ser o porta-voz do “sossega leão” em Mourão:

‘Ele, que vinha evitando se envolver em temas eleitorais, será a ponte do grupo com o vice. Ressaltando ser amigo do militar, o criticou.  “Qual é a experiência política do Mourão? Ele está engatinhando ainda. Ele fala e acha que não vai ter repercussão”, disse à Folha.

Cumpre-se, assim, a regra militar de que oficial só é detido por outro, de patente igual ou maior.

Está reduzido ao silêncio disciplinar, não pode mais abrir a boca.

Não se sabe como Mourão, reagirá a porem-lhe freio e bridão.

Obedecerá?

Quem manda na campanha de Bolsonaro, hoje, são um agente da Polícia Federal e um advogado arrivista que negociou a presidência de um partido de aluguel .

Tijolaço