Agenda de reformas do governo Temer levou o país ao pior PIB em 100 anos

2 de setembro de 2018 | _
A agenda de reformas do PSDB e de Temer, aplicada pelo seu então ministro da Fazenda e hoje candidato à presidência pelo MDB, Henrique Meirelles, além de retirar direitos do trabalhadores, fez a economia retroceder a chamada década perdida, temos que caracterizou os anos de 1980. 

A afirmação é de Fernando Montero, economista-chefe da corretora Tullett Prebon, em matéria pública pela Folha d S. Paulo neste domingo (2). Com base em dados do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) até 2017 e em projeções computadas pelo relatório Focus, do Banco Central, para este e os próximos dois anos, o economista diz que a expansão média anual do PIB (Produto Interno Bruto), entre 2011 e 2020, deverá ser inferior a 1%, levando à estagnação da renda per capita.