Dama de Espadas dá nome a “bois” do TCE

9 de junho de 2018 | _
Operação “Dama de Espadas” , começa a dar nomes a “bois” do Tribunal de Contas do Estado – TCE, por delação da Dra Rita das Mercês. A ré confessa e principal alvo da operação afirmou, em delação, que os conselheiros e ex-conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE), tinham indicações de cargos comissionados na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

As indicações dos cargos seriam de atuais conselheiros e conselheiros aposentados: Renato Dias, com cinco cargos; Poti Júnior, com um cargo; Tarcísio Costa, com um cargo; Adélia Santos, com um cargo; Paulo Roberto, com três cargos; Alcimar Torquato, com oito cargos; Antônio Câmara, com um cargo; e Valério Mesquita, com seis cargos.

Ritinha em delação, disse acreditar que as indicações eram uma estratégia para manter uma boa relação entre a ALRN e o TCE.

O Ministro Edson Fachi do Supremo Tribunal Federal – STF, homologou a delação de Ritinha e familiares.

Os depoimentos das testemunhas de acusação da Operação Dama de Espadas começam em 28 de junho.