Tesoureiro de Galinhos não pode exercer o cargo

22 de maio de 2018 | _
Às vésperas de acontecer eleição suplementar no município, o prefeito de Galinhos, Irmão Naldo, acaba de arranjar um problema com a Câmara Municipal. Isso porque vereadores da oposição tomaram conhecimento que o seu Tesoureiro, Hudson Matias Cavalcante, não poderia exercer o cargo.

Hudson é condenado pela Justiça Estadual em ação iniciada pela própria Câmara, com relação ao tempo em que ele exerceu a Presidência da Casa. O processo é o 007256/2011 e pode ser consultado por qualquer cidadão no site do Tribunal  de Contas do Estado.

De acordo com a Lei da Ficha Limpa, a condenação se configura como impedimento para o exercício de cargos de confiança na administração. Hudson foi condenado por execução irregular de recursos públicos. O advogado contratado por ele é Marco Polo, que presta serviços à Câmara Municipal de Canguaretama, presidida pela madrasta de Hudson, a vereadora Irmã Lila.