Petroleiros fazem greve de advertência de 72hs por redução de combustíveis

30 de maio de 2018 | _
O reajuste abusivo no preço do diesel fez explodir a greve dos caminhoneiros e escancarou a política do governo Michel Temer e de Pedro Parente para os combustíveis. O anúncio em abril de venda das refinarias da Petrobras, que tem efeito nos ajustes, intensificou a mobilização dos petroleiros, que realizam nesta quarta (30) paralisação de 72 horas pela redução do diesel, da gasolina e do gás de cozinha e que também pede a cabeça de Pedro Parente. A chamada pela FUP-CUT.

Todo apoio à greve dos petroleiros! Pela redução do preço de todos os combustíveis, sem nenhum subsídio à patronal e aos acionistas!

Os petroleiros exigem o fim da política de preços liberalizante do governo Temer, responsável pelo preço de ouro dos combustíveis e a serviço de tornar mais lucrativo para a Shell, Exxon e outros grandes monopólios imperialistas do petróleo, comprar as refinarias e recursos naturais que Temer está colocando à venda.