Em escalada repressiva Temer decreta GLO em todo território nacional para liberar estradas e refinarias.

25 de maio de 2018 | _
Temer decretou a Garantia da Lei da Ordem com duração até o dia 04/06 para liberar as rodovias após o quinto dia de paralisação dos caminhoneiros. Foi anunciado por ministros de Temer em nova coletiva de imprensa que este decreto pode ser acompanhado do uso do inciso 25 do artigo 5 da Constituição, permitindo que Temer confisque caminhões nas estradas. Está é a primeira vez que o decreto de uso das Forças Armadas é aplicado a nível nacional, nas 11 vezes em que foi acionado a GLO ela foi usada em nível estadual ou local.

Mais cedo, Temer já havia assinado um decreto que autorizava os militares a dirigirem os caminhões paralisados para fora da pista (leia mais aqui), essa segunda medida, com a GLO, se baseia uma tentativa de dar garantia as forças repressivas em sua atuação autoritária.

Em nota, o Ministro da Defesa divulgou qual será a atuação do Exército, que se baseará em alguns pontos principais. São eles: A distribuição de combustível nos pontos críticos; Escolta de comboios; Proteção de infraestruturas críticas; Desobstrução de vias e acessos às refinarias, bases de distribuição de combustíveis e áreas essenciais.

Participaram da reunião da alta cúpula das forças militares do estado Eduardo Villas Bôas, comandante do Exército e de todas Forças Armadas; Eduardo Bacellar Leal Ferreira, comandante da Marinha; Nivaldo Rossato, comandante da Força Aérea; Paulo Humberto, comandante de Operações Terrestres do Exército; Ademir Sobrinho, chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas.