Em 1º dia após acordo, caminhoneiros mantém atos em pelo menos 14 Estados

25 de maio de 2018 | _
Governo fez concessões por trégua Nem todos os profissionais aceitaram


Mesmo depois de o governo e organizações representantes dos caminhoneiros fecharem acordo na noite desta quinta (24), motoristas de caminhões mantêm protestos em 14 estados do país (Bahia, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo) e Distrito Federal.

Caminhoneiros continuam bloqueando a entrada de uma distribuidora de combustíveis em Manaus. De acordo com eles, o acordo não favorece a categoria e que é preciso também abaixar o preço da gasolina, não apenas do diesel. Após o acordo, a decisão entre os caminhoneiros foi de aumentar a paralisação e de fechar outras vias, caso as reivindicações não sejam atendidas.

No Rio Grande do Norte rodovias continuam interditadas, em mais 1 dia de greve, com bloqueio de caminhoneiros. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a sexta já amanheceu com interdições parciais em pelo menos três rodovias federais: BR 101 Sul em Parnamirim (Km 105) e São José do Mipibu (Km 125); BR 304 em Mossoró (Km 33); BR 427 em Caicó (Km 104)