Tabelião de Macau Gilderlinden Carmo emite nota de esclarecimento sobre matéria veiculada no blog

2 de maio de 2018 | _
O tabelião do 1º Cartório Judiciário de Macau, Gilderlinden Carmo, emite de esclarecimento, sobre matéria veiculada neste blogue com o título “Depois de Extremoz e Montanhas, cartório de Macau é alvo de investigação por suspeitas de fraudes em escrituras”.

Eis a nota:

Vem esclarecer que os imóveis localizados na comunidade de Pau Feito, município de Macau, foram arrematados em leilão na 6ª vara da Justiça federal/RN, na execução fiscal movida pela fazenda nacional, contra a Sociedade Produtora de Sal Ltda. tendo o cartório realizado os registros da carta de arrematação expedida pelo Juiz competente, sendo o proprietário dos imóveis Manoel Rodrigues dos Reis, registrados em 1964 e 1966, arrematados por Maria Jucilene de Lima, sob as matriculas 1542 e 1543.

O tabelião ressalta que as matrículas 311 e 312 não tinham registros imobiliários.

"Afirmo que em nenhum momento cometemos qualquer ilícito, no que me compete, estou à disposição do mistério público para prestar quaisquer esclarecimentos”.

Gilderlinden Carmo