STF lança edital de R$ 1,6 milhão para contratação de segurança para Fachin

15 de maio de 2018 | _

O STF (Supremo Tribunal Federal) planeja gastar R$ 1,6 milhão para reforçar a segurança do ministro Edson Fachin. Lançou edital de licitação (íntegra) para contratar escolta armada do ministro.

A escolta será em tempo integral, com 7 profissionais que devem se revezar na casa do ministro em Curitiba, no Paraná. A previsão do custo atende ao período de 30 meses. A licitação será fechada na próxima 6ª feira, 18 de maio de 2018.


Os seguranças serão responsáveis pelo controle de entrada e saída de pessoas e veículos. Eles também devem acompanhar o ministro e familiares em deslocamentos e eventos externos e conduzir veículos sempre que necessário.

Além disso, os profissionais podem deter pessoas consideradas suspeitas e controlar entradas e saídas de materiais e equipamentos.

No final de março, Fachin revelou que sua família sofreu ameaças e pediu aumento na equipe de segurança. A medida foi autorizada pela presidente do STF, ministra Cármen Lúcia.